Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

galeria de eventos
video reportagens
Outros Negócios
Máquinas para blocos
PRICE_NEGOTIABLE
Outros Negócios
Máquinas para blocos
PRICE_NEGOTIABLE
Negócios
Máquinas para blocos
PRICE_NEGOTIABLE

Albufeira do Ngove absorve pouca água

Albufeira do Ngove absorve pouca guaO baixo nível da água da albufeira na barragem hidroeléctrica do Ngove, na província do Huambo, está a dificultar o funcionamento das três turbinas geradoras de energia eléctrica da província, disse, ontem, o director provincial da Energia e Águas do Huambo.
 
Segundo Simão Canda, nos últimos dois meses a albufeira registou um aumento de oito metros cúbicos, perfazendo  1.577 metros de água acumulada, 11 metros abaixo da percentagem mínima que deve estar reservad.
 A barragem do Ngove produz actualmente dez megawatts de energia eléctrica, mas a sua capacidade instalada é de 60 megawatts. Apesar das chuvas constantes, o caudal continua baixo. O director do Aproveitamento Hidroeléctrico do Ngove, Pedro  António, acredita que, até finais de Abril, o nível da água  na albufeira atinja  níveis suficientes para a barragem produzir energia eléctrica para abastecer  com regularidade a província. /> 
Vandalização de bens públicos 
As linhas de transporte de energia pública, a partir da estufa-fria até aos arredores da cidade, e outras zonas periféricas, têm sido alvo de actos de vandalismo por parte de indivíduos desconhecidos.
Simão Canda disse que o Governo Provincial vai tomar medidas para responsabilizar os malfeitores que danificam o bem público, ao mesmo tempo que apela à população a   ficar atenta e denunciar quem proceder o saque dos cabos eléctricos.
 “O sector eléctrico está a envidar esforços para repor os meios danificados”, garantiu.
 
Fonte: http://jornaldeangola.sapo.ao