Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

galeria de eventos
video reportagens
Outros Negócios
Máquinas para blocos
PRICE_NEGOTIABLE
Outros Negócios
Máquinas para blocos
PRICE_NEGOTIABLE
Negócios
Máquinas para blocos
PRICE_NEGOTIABLE

Reino Unido acusado de fazer propaganda

Reino Unido acusado de fazer propagandaO ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Serguei Lavrov, qualificou ontem “pura propaganda” as alegações sobre o envolvimento das autoridades do seu país no envenenamento de um ex-agente duplo russo e da sua filha no Reino Unido.
 
“Os nossos parceiros ocidentais acusam-nos de tudo o que corre mal neste planeta”, declarou Lavrov, durante uma visita oficial a Addis Abeba, no quadro do périplo pelo continente africano.
“É pura propaganda e visa fazer aumentar a tensão”, adiantou. Serguei Skripal, 66 anos, e a filha Yulia, 33, foram encontrados inconscientes no domingo, em Salisbury, no sul de Inglaterra, vítimas de um ataque com um agente que afecta o sistema nervoso, segundo a Polícia antiterrorista britânica. O chefe da diplomacia britânica, Boris Johnson, apontou o dedo à Rússia, vendo no envenenamento de Skripal um eco do de Alexandre Litvinenko, antigo agente dos serviços secretos russos que morreu envenenado em Londres em 2006, por acção de Moscovo, de acordo com a justiça britânica. Lavrov disse que Moscovo poderia ajudar a investigar o caso “Skripal”.
 
Fonte: http://jornaldeangola.sapo.ao