Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

galeria de eventos
video reportagens
Outros Negócios
Máquinas para blocos
PRICE_NEGOTIABLE
Outros Negócios
Máquinas para blocos
PRICE_NEGOTIABLE
Negócios
Máquinas para blocos
PRICE_NEGOTIABLE

Delegação sul-africana na Quiminha

Delegao sul-africana na QuiminhaUma delegação de empresários de Free State visitou ontem, em Luanda, oito empreendimentos juvenis para um intercâmbio consagrado ao empoderamento económico da juventude em Angola e naquela província sul-africana.
 
A delegação visitou a Escola de Formação Integrada, a Incubadora de Negócios e Tecnologias de Informação, o Aterro Sanitário dos Mulenvos, o Projecto Integrado de Desenvolvimento Agrícola e Regional da Quiminha, o Pólo Industrial, a Casa da Juventude de Viana e a comunidade habitacional KK 5.000, na Centralidade do Kilamba.
Liderada pela presidente do Parlamento da província de Free State, Mamiki Qabathe, a delegação chegou na quinta-feira e termina a visita na segunda-feira, depois de encontros com representantes institucionais e do sector empresarial.
Mamiki Qabathe considerou que África do Sul e Angola estão numa fase de desafios, na qual é necessário que os jovens conheçam o passado mútuo, para projectarem um futuro comum promissor, com base no combate aos efeitos do colonialismo.
Os jovens sul-africanos, informou a presidente da Parlamento da província de Free State, visitam os países da região da Comunidade de Desenvolvimento dos Países da África Austral (SADC) com a intenção de trocarem  experiências, de tal forma, que outro grupo está neste momento a visitar a Zâmbia com o mesmo fim. A delegação de jovens empresários sul-africanos foi recebida pela vice-governadora provincial para a Área Social e Política, Jovelina Imperial, que apresentou a província, instituições, modelo de organização e a sua população.
O Governo Provincial de Luanda elaborou um programa para que a delegação sul-africana se inteire daquilo que o Executivo faz para a juventude e para o desenvolvimento de Angola, que inclui projectos específicos para essa camada da população, programas de liderança e iniciativas para a criação de micro, pequenas e médias empresas geridas por jovens. 
O grupo sul-africano reuniu ainda ontem com a representação dos conselhos Nacional e Provincial da Juventude, Instituto Nacional da Juventude e com o Fórum Angolano dos Jovens Empreendedores (FAJE).Durante a sua estadia em Luanda, a delegação sul-africana visita outras infra-estruturas sociais e trava conhecimento com a capital angolana em assuntos como as actividades a que a juventude se dedica e nível de desenvolvimento atingido desde o estabelecimento do processo de paz.
 
Fonte: http://jornaldeangola.sapo.ao